Highlights | 4ª semana julho

Notícias destaques da semana

Por Maristone Gomes

O que aconteceu de mais importante em tecnologia, inovação, investimento e pesquisa em saúde.

Uma descoberta que vai revolucionar o entendimento do câncer, um tratamento genético extremamente eficiente e o supercomputador mais rápido da Inglaterra. Esta semana, vimos várias novidades promissoras que combinam tecnologia de ponta e o propósito de melhorar a saúde das pessoas. Clica no link para ficar por dentro das notícias mais importantes!

Nosso compilado de hoje traz também um resumo das healthtech que receberam investimentos para ampliarem as atividades e uma oportunidade abertas para quem está procurando financiamento.

Como não poderia deixar de ser, falamos também da Covid no Brasil e no mundo. Se por um lado as variantes do novo coronavírus continuam se espalhando, por outro, a vacinação segue firme por aqui e várias cidades brasileiras começam a não registrar óbitos por dias seguidos.

As melhores notícias da semana:

Ao longo da semana, diferentes cidades brasileiras conseguiram passar 24 horas sem registrar nenhuma morte por Covid. Florianópolis acumula 13 dias sem óbitos e contabiliza 70% da população vacinada. No estado de Santa Catarina, um total de 151 municípios não registraram mortes por Covid em julho. No interior de São Paulo, os números também são positivos. Araraquara é uma das cidades que conseguiram ter 24 horas sem óbitos. Em Minas Gerais, 15 municípios se mantêm sem mortes por Covid. Os bons resultados são atribuídos à campanha de vacinação. Mais informações.

Teremos 70% da população vacinada até dezembro

Mantendo o ritmo atual de 1 milhão de pessoas recebendo vacina contra a Covid a cada dia, o Brasil deve conseguir imunizar 70% da população até o fim de 2021. Essa taxa é considerada mínima para que um país possa se considerar protegido da transmissão do vírus. Um dado preocupante no caminho para a imunidade brasileira é a quantidade de pessoas que não estão voltando para tomar a segunda dose. Segundo o Laboratório de Estatística e Ciência de Dados da Universidade Federal de Alagoas, 34,6% daqueles que já deveriam ter tomado a 2ª dose da AstraZeneca estão em atraso (2,6 milhões), e dois milhões têm reforço da Coronavac pendente. Saiba mais.

Pesquisa em Saúde

Brasil completa seis meses de imunização contra Covid

No último final de semana, o Brasil completou seis meses de vacinação contra a Covid. Até o momento, mais de 120 milhões de doses foram aplicadas e 15,7% da população está imunizada com as duas doses ou tomaram imunizante de dose única. Infelizmente, a taxa de óbitos pela doença continua alta no Brasil, embora comece a despontar uma tendência de queda. A média móvel de mortes tem ficado em torno de pouco mais de 1 mil por dia. Mais detalhes. 

Pfizer anuncia envio de 13 milhões de doses ao Brasil

Com a previsão de enviar diariamente remessas de 1 milhão de doses da vacina contra a Covid até o fim do mês de julho, a Pfizer anunciou que mandará ao Brasil um total de 13 milhões de doses. A empresa também disse que vai intensificar a operação de entrega em agosto e setembro, devendo mandar mais 70 milhões de doses nesse período. Até o momento, a farmacêutica entregou 17 milhões das 200 milhões de doses da vacina contratadas pelo governo federal. Mais informações. 

Brasil recebe 1 milhão de doses de consórcio de vacinas 

Esta semana, chegaram ao Brasil 1,03 milhões de doses de vacinas contra a Covid-19. Elas foram enviadas pelo consórcio Covax, uma iniciativa global para distribuição de imunizantes liderada pela Organização Mundial de Saúde e outras instituições. Até o fim de 2021, a Covax deve entregar ao país, 42,5 milhões de doses de vacinas produzidas por diferentes laboratórios. Acesse mais detalhes.

Tratamento mais eficiente de nefrologia será oferecido no Recife

O polo médico da cidade do Recife passará a contar com um centro premium de nefrologia e diálise. A clínica terá máquinas de Hemodiafiltração Online (HDF), considerada um tipo de terapia mais eficaz que os tratamentos convencionais. O equipamento é desenvolvido pela indústria alemã Fresenius Medical Care. O centro irá contar também com fisioterapia personalizada, espaço de entretenimento e musicoterapia. Saiba mais.

Brasileiro fez menos consultas de rotina em 2020

Dados do Mapa Assistencial 2020, realizado pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), mostram que o brasileiro fez 25% menos consultas médicas não urgentes no ano passado. Exames, terapias e procedimentos odontológicos também caíram 17,2%, em comparação com 2019. O motivo para a menor procura foi a pandemia de Covid-19 e as restrições impostas para contê-la. Esses números se referem exclusivamente ao público atendido pela saúde suplementar, ou seja, pacientes com planos de saúde particular. Mais informações.

França fortalece exigências por conta da variante delta

Após relaxar algumas regras para a contenção da Covid, a França volta a limitar o acesso a espaços de lazer por conta de um pico de novos casos. O país registrou 18 mil novas infecções em 24 horas, um aumento de 150% em comparação com as 7 mil de toda a semana anterior. O problema está sendo atribuído à circulação da variante delta, que é mais transmissível. Com as novas regras, agora os franceses precisam apresentar prova de vacinação, um teste negativo ou recuperação recente da Covid para entrar na maioria dos museus e cinemas. Leia mais.

Estudo mostra que todos os cânceres têm uma proteína em comum

Um achado científico deve revolucionar a forma como entendemos o câncer. Pesquisadores do Instituto Lunenfeld-Tanenbaum, no Canadá, mostraram que todos os tipos de cânceres podem ser classificados em duas categorias, de acordo com a presença ou não de uma única proteína chamada “Yes-associated protein”, ou YAP. A distinção é importante porque a YAP é altamente ligada à formação dos tumores malignos e ter ou não a proteína ativada muda a resposta do organismo aos medicamentos. Sobre.

Tratamento genético tem resultados positivos contra doença neurodegenerativa 

Pesquisadores da Universidade Estadual de Ohio, nos Estados Unidos, desenvolveram um método para aplicar terapia genética em áreas específicas do cérebro. A nova técnica já mostrou resultados positivos em um teste clínico pequeno com crianças com uma deficiência da descarboxilase dos aminoácidos L-aromáticos, ou AADC, uma condição neurodegenerativa rara. A doença prejudica a capacidade do corpo de produzir dopamina e serotonina e resulta em atrasos no desenvolvimento e uma série de sintomas motores e comportamentais. A terapia genética usa um vetor viral para transportar AADC para o cérebro e os cientistas acham que, no futuro, o tratamento poderá ser usado também para outras condições cerebrais como Alzheimer e Parkinson. Mais informações.

Butantan recebe lote recorde de IFA

Doze mil litros de Insumo Farmacêutico Ativo (IFA) chegaram ao Instituto Butantan esta semana. O IFA é a matéria-prima para a fabricação da vacina contra a Covid e essa remessa foi a maior recebida até agora. O lote será usado na produção de 20 milhões de doses que serão distribuídas por meio do Programa Nacional de Imunizações. Mais informações.

Vacina contra o HIV mais perto que nunca

Quarenta anos depois do surto da HIV/Aids no mundo, finalmente, uma vacina contra o vírus parece estar mais próxima de se tornar realidade. Um estudo com mais de 6 mil pessoas está sendo conduzido em vários países da África, Europa, América do Norte e América Latina, entre eles o Brasil. A pesquisa já está na fase 3, ou seja, começou a testar a eficácia do imunizante em larga escala. Em etapas anteriores, a vacina mostrou proteção de 67%. Até o momento, o melhor resultado contra o HIV havia sido de 30%, um número tão baixo que aquela linha de pesquisa acabou sendo descartada. Sobre.

Investimentos

Oncoclínicas abre capital na bolsa

Com uma oferta pública inicial (IPO), a Oncoclínicas chega ao mercado de ações esperando uma cotação de R$ 3,5 bilhões. A empresa vem crescendo rapidamente, fundada em 2010, em Belo Horizonte, hoje conta com 69 clínicas em diferentes estados do Brasil. Nos primeiros três meses deste ano, a receita líquida da Oncoclínicas chegou a R$ 614,55 milhões. Mais detalhes.

Abertas inscrições para prêmio do BDNES para healthtechs 

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) vai financiar a aceleração de startups de saúde e outras áreas de impacto como educação, sustentabilidade e gestão governamental. As inscrições estão abertas até 5 de agosto e podem ser feitas pelo site: garagem.bndes.gov.br. Serão selecionadas 45 empresas, que passaram por treinamentos e mentorias sobre resolução de desafios, inovação, empreendedorismo, etc. Ao final do processo, os negócios que mais se destacarem receberão prêmios de R$ 20 mil ou R$ 30 mil. Leia mais.

OM1 recebe US $ 85 milhões para ampliar redes de dados clínicos

Em uma rodada de financiamento Série D, a OM1 levantou US$ 85 milhões, que serão usados para expandir o trabalho de criação de modelos de Inteligência Artificial para análise de dados clínicos. A OM1 faz parcerias com fornecedores, sociedades médicas, e fabricantes para criar redes de dados. Essas redes, por sua vez, automatizam  a coleta de informações de vários sistemas. Os dados são, então, usados para desenvolver ou avaliar produtos e tratamentos médicos. Também podem ser usados para criar modelos de inteligência artificial que apoiam a tomada de decisões dos profissionais de saúde. Acesse mais informações.

App usa câmera do celular para monitorar feridas

A Swift Medical, uma startup que está desenvolvendo um aplicativo para ajudar profissionais de saúde a identificar e cuidar melhor de feridas, arrecadou US$ 35 milhões em financiamento. O aplicativo criado pela empresa usa a câmera do smartphone para criar um modelo 3D do machucado e medir automaticamente a circunferência, o tipo e o processo da ferida. A ferramenta pode ajudar a equipe médica a monitorar a cicatrização e também auxilia no atendimento de demandas em domicílio ou em asilos. Mais detalhes.

Telemedicina faz subir os investimentos em saúde digital

O financiamento global para empresas de saúde digital atingiu um pico de US$ 15 bilhões no primeiro semestre de 2021. O crescimento é de 138%, em comparação com os US$ 6,3 bilhões levantados no mesmo período do ano passado. Os números são da empresa de pesquisa Mercom Capital Group. O setor de telemedicina lidera as captações de recursos, respondendo por quase 30% dos financiamentos conquistados em 2021. Leia mais.

Compilado da Rock Health

Esta semana, a newsletter da Rock Health veio cheia de notícias interessantes sobre investimentos em startups. A Truveta, uma empresa de análise de dados com foco em saúde, levantou US$ 95 milhões e a OM1, que trabalha com dados sobre doenças crônicas, conquistou US$ 85 milhões. A solução de automação RCM Visiquate recebeu US$ 50 milhões e a Castro, US$ 45 milhões, para tornar testes clínicos mais rápidos. Parte do portfólio da Rock Health, a Spire Health obteve US$ 38 milhões para expandir sua plataforma de RPM respiratória, e a Mytonomy levantou US$ 25 milhões para desenvolver vídeos educacionais.

Bayesian Health, empresa especializada em modelos de IA para saúde, foi lançada depois de receber investimento de US$ 15 milhões. A Kno2, uma plataforma de interoperabilidade de dados, arrecadou US$ 15 milhões e a Axuall, especializada em identidade digital, conquistou US$ 10,4 milhões. A Evvy faz teste de microbioma vaginal e foi lançada depois de receber US$ 5 milhões em investimentos. E para terminar, a Banjo Health levantou US$ 5 milhões e a JOON, que também faz parte do portfólio da Rock Health, recebeu US$ 2,3 milhões para a plataforma de serviços de saúde corporativa.

Discord compra empresa de IA para combater cyberbullying

A plataforma de bate-papo online Discord está comprando a Sentropy, uma empresa que fabrica software baseado em Inteligência Artificial (IA) para detectar e remover posts contendo assédio ou mensagem de ódio. O Discord planeja integrar os produtos da Sentropy ao kit de ferramentas existente e trazer a liderança da empresa a bordo. A Sentropy foi lançada um ano atrás e chamou atenção do mercado ao levantar US$ 13 milhões em financiamento de patrocinadores famosos, incluindo o co-fundador do Reddit Alexis Ohanian. O valor da aquisição pelo Discord não foi revelado. Mais informações.

Programa de pesquisa é comprado por US$ 1,2 bi 

A Novo Nordisk comprou o programa de amiloidose ATTR da Prothena por US$ 1,2 bilhão, com isso, a empresa adquire os direitos sobre o estudo de imunoterapia realizado até o momento e poderá encaminhá-lo para testes de fase 2.  A pesquisa foi interrompida no ano passado por conta da pandemia, mas já havia gerado evidências de que o anticorpo PRX004 gera melhoras neurológicas e cardíacas para pacientes amiloidose, uma a doença rara que formam fibrilas protéicas nos órgão e tecidos. Saiba mais.

Empresa de IA para saúde recebe investimento de US$ 66 milhões

A startup israelense Aidoc está construindo um conjunto de ferramentas dotadas de Inteligência Artificial (IA) para ajudar a tomada de decisão de radiologistas. A ideia recebeu, esta semana, um aporte de US$ 66 milhões e chegou a um financiamento total de US$ 140 milhões, considerando investimentos conquistados anteriormente. A empresa já conta com seis softwares aprovados por agências reguladoras. O mais recente deles é um sistema projetado para detectar embolia pulmonar em tomografias computadorizadas de pulmão. Mais informações.

Dasa continua expandindo rede

Em mais uma aquisição, a Dasa anunciou a compra do Hospital Paraná, em Maringá (PR). A rede, focada em medicina diagnóstica, tem expandido a capilaridade nacional. O Hospital Paraná tem 165 leitos, uma equipe de 780 funcionários, e, em 2016, recebeu o Selo de Qualidade, Acreditação ONA. Mais detalhes.

Healthtech Lincon capta R$ 1mi em rodada pre-seed

A startup é uma terapia digital personalizada que transforma a maneira que pessoas com diabetes e hipertensão lidam com a saúde. Em julho, foi lançada a Terapia Digital Personalizada, e agora está selecionando 50 pessoas, sem custo, para 3 meses de tratamento. No Brasil, são mais de 12 milhões de pessoas adultas diagnosticadas com diabetes e 38 milhões com hipertensão arterial. Leia mais.

Tecnologia e Inovação

Por deep learning, sistema atualiza cenário da Covid

Um sistema com tecnologia de deep learning indica, em tempo real, o cenário da Covid-19 na Bahia, apresentando quantitativo de leitos Covid disponíveis e taxa de ocupação hospitalar para leitos de enfermaria para adultos, enfermaria pediátrica, UTI para adultos e UTI pediátrica. O software foi desenvolvido pela Computação Brasil e pelo Instituto Federal da Bahia. O objetivo é agilizar o atendimento, facilitando, por exemplo, a transferência de pacientes entre instituições de saúde no estado. Mais informações.

Amazon lança serviço de armazenamento na nuvem para empresas de saúde

Tendo a Moderna, uma das fabricantes de vacina contra Covid, como um dos principais clientes, a Amazon lançou um serviço de armazenamento de dados na nuvem voltado para empresas de saúde. A novidade inclui curadoria e acesso à rede de parceiros para diminuir o custo do atendimento, aprimorar a colaboração, acelerar o desenvolvimento de medicamentos e melhorar os dados e as decisões operacionais na clínica. Saiba mais.

Número recorde de vazamento de dados em 2021

Um salto de 185% foi detectado no número de pessoas que tiveram dados de saúde vazados no primeiro semestre deste ano. Os dados são de um estudo da consultoria Fortified Health Security. No total, 22,7 milhões de indivíduos tiveram suas informações acessadas. Esse número vem crescendo rapidamente. Nos primeiros seis meses de 2015, por exemplo, apenas 142 violações foram registradas. Em comparação, a quantidade de casos de 2021 é 141% maior. Mais informações.

Interoperabilidade de dados deve começar em 2022 nos EUA

Entrará em operação no início de 2022, o conjunto de leis necessário para a interoperabilidade de dados nos Estados Unidos. Chamado de TEFCA, sigla para troca de framework confiável e acordo comum, a regulamentação tem como objetivo promover a transmissão segura de informações de saúde eletrônicas entre redes de saúde. O órgão nacional norte-americano de TI está escrevendo os requisitos legais e técnicos básicos para fomentar a rede para a conectividade de rede. A possibilidade de troca de dados entre ferramentas digitais voltadas para a saúde deve impulsionar a tecnologia nesse setor. Sobre.

NVidia lança supercomputador mais potente da Inglaterra

Voltado para pesquisadores da área de saúde, o supercomputador da NVIDIA foi lançado esta semana. A máquina vai permitir que cientistas combinem Inteligência Artificial (IA) e simulação para acelerar estudos médicos. Entre os projetos nos quais o supercomputador será utilizado está uma pesquisa para o uso de IA na patologia digital e outra para a aceleração da descoberta e desenvolvimento de novos medicamentos, ambos da farmacêutica AstraZeneca. Mais informações.

Dispositivo “wearable” pode reduzir quedas de idosos

Pesquisadores japoneses desenvolveram um dispositivo que, usado na ponta dos dedos, aumenta o senso de equilíbrio. O “wearable”, que está em fase de protótipo, deve ajudar a reduzir os índices de quedas entre os idosos. O equipamento é baseado na ideia de “leve toque”, que indica que nos sentimos mais equilibrados quando tocamos alguma superfície com as mãos, mesmo que ela não ofereça apoio em caso de tropeços. De olhos fechados, podemos recobrar o equilíbrio com um “leve toque” em uma cortina ou até um pedaço de papel. O dispositivo japonês simula essa sensação. Mais detalhes.

Com o distanciamento social, simulação é usada para treinar equipe médica 

Em meio à pandemia de Covid-19, o Centro Médico da Universidade de Nebraska utilizou tecnologias de simulação e visualização de pacientes para ajudar a treinar profissionais de saúde. O espaço de capacitação tem 58 mil metros quadrados e oferece tecnologia de simulação para diferentes tipos de cuidados, além de plataformas de realidade aumentada e imagem virtual 3D. Leia mais.

Tendências e Novos Modelos de Negócios

Avança acordo comercial entre Brasil e Estados Unidos

O Acordo de Comércio e Cooperação Econômica entre o Brasil e os Estados Unidos deu mais um passo para se tornar realidade com a apresentação do relatório favorável à aprovação do texto, pela Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional da Câmara dos Deputados. O protocolo foi assinado pelos dois países em outubro de 2020 e reduzirá barreiras não tarifárias. Desta forma, produtos e componentes necessários para a produção de dispositivos médicos poderão entrar no Brasil. Para a Aliança Brasileira da Indústria Inovadora em Saúde, o acordo promoverá um avanço em termos de transparência, simplificação regulatória e modernização aduaneira. Mais informações.

Notícias científicas

Astronauta de 82 anos, finalmente, vai ao espaço pela primeira vez

Mais um passeio espacial particular foi realizado esta semana, com o voo do fundador da Amazon Jeff Bezos. Além do avanço em viagens ao espaço para pessoas “comuns”, a novidade foi importante por finalmente dar a uma das astronautas do projeto Mercury 13 a chance de fazer uma viagem espacial. Wally Funk participou da tripulação que fez o voo com Bezos 60 anos depois de ter treinado para isso no programa da Nasa voltado para mulheres. Aos 82 anos, Funk só pode realizar o sonho agora porque o Mercury 13, iniciado em 1961, foi cancelado depois que as participantes já haviam passado pela seleção e preparação rigorosas. Depois da viagem, muitos na internet comentaram sobre a disposição e a simpatia da astronauta octogenária. Que todos nós possamos estar saudáveis, felizes e quebrando barreiras aos 80! Leia mais.

Implante cerebral ajuda a recuperar comunicação de paciente

Pesquisadores da Universidade da Califórnia desenvolveram um implante cerebral que demonstrou ótimos resultados em um paciente que perdeu os movimentos e a capacidade de se comunicar depois de um derrame. A “neuroprótese” foi capaz de decodificar frases, processando cerca de 15 palavras por minuto e chegando a uma precisão de 75%. Um conjunto de eletrodos foi implantado no córtex motor primário, uma área central do cérebro. Depois da cirurgia, o dispositivo foi “treinado”. O paciente tentava dizer algumas palavras e a prótese interpretava o esforço entendendo que área do cérebro eram acionadas. Com o tempo, o implante foi capaz de “traduzir” os estímulos cerebrais em palavras, dando ao paciente uma forma de se comunicar com o mundo. Impressionante! Mais informações.

Recarregue o celular usando a energia do suor

O suor das suas mãos pode ser usado para recarregar a bateria do celular. É isso mesmo! Pesquisadores da Universidade da Califórnia criaram o coletor de energia corporal mais eficiente do mundo. Pequenos pedaços de espuma com eletrodos são presos às pontas dos dedos e, em 10 horas, captam até 8 quilowatts-hora por centímetro quadrado. É suficiente para alimentar um smartphone. O aparelhinho é chamado de célula de biocombustível e é movida a lactato, um composto químico comum no suor. Não é incrível? Mais detalhes.

Começou uma nova era de exploração espacial?

Um dos assuntos mais comentados na internet esses dias foi o “passeio” do empresário britânico Richard Branson no espaço. A aeronave VSS Unity acelerou a três vezes a velocidade do som e subiu 80 km do solo da Terra. Não chegou a ser uma viagem “espacial” tecnicamente pois o veículo não saiu da órbita do planeta, mas é o primeiro voo dessa natureza a ser realizado por por uma iniciativa comercial. Branson, dono da Virgin, quer inaugurar a era do turismo espacial, popularizando passeios como o dele. Você toparia dar uma voltinha fora da Terra? Saiba mais.

Compartilhem sua opinião.

Uma excelente semana e até a próxima!

Me acompanhe no LinkedIn para não perder nenhuma notícia da área de saúde.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *