Skip to content
INSCREVA-SE

Highlights | 2ª semana julho

Notícias destaques da semana
 
Por Maristone Gomes


O que aconteceu de mais importante em tecnologia, inovação, investimento e pesquisa em saúde.

A melhor notícia da semana:

Pela primeira vez, desde março, o Brasil registra uma média móvel de mortos pela Covid abaixo de 1.500. O recorde veio nesta quarta-feira, quando foram contabilizadas 1.595 vidas perdidas e 54 mil novos casos. O resultado da quarta fez a média geral cair. No total, o país tem mais de 528 mil óbitos e 18 milhões de casos registrados. Saiba mais.

Pesquisa em Saúde

Brasil é o quarto país com mais vacinas aplicadas

Depois de ter ocupado a 70ª posição no ranking global de vacinação, o Brasil é hoje o 68º na lista, quando se leva em consideração a relação de imunizados para cada 100 habitantes (49,57). O Reino Unido é o líder, com 116,49 na relação a cada 100 pessoas. O Canadá fica na segunda posição (105,19), seguido pelos Estados Unidos (98,85). No número total de doses aplicadas, o Brasil segue em quarto lugar, com 105 milhões. Em primeiro lugar está a China, com 1,3 bilhões de vacinas aplicadas. Em segundo vem a Índia com 351 milhões, e em terceiro, os Estados Unidos, com 330 milhões. Mais informações.

Hospitais particulares registram queda na ocupação de UTIs

A tendência de queda na ocupação de leitos de unidade intensiva por conta da Covid continua. A Associação Nacional de Hospitais Privados (Anahp) divulgou que em março, os 117 hospitais associados à Anahp registraram o pico, com 97% dos leitos de UTI ocupados e 89,6% dos leitos de internação. Já em junho, as taxas ficaram em 76,56% e 70,29%, respectivamente. A Anahp atribui a diminuição da ocupação aos esforços de vacinação em todo o país e reforça a importância da imunização. “A pandemia não acabou e ainda há muito a ser feito”, afirmou  Antônio Britto, diretor-executivo da Anahp. Mais detalhes.

Butantan inicia testes de vacina

O imunizante contra a Covid-19 desenvolvido pelo Instituto Butantan recebeu autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para os primeiros testes clínicos. A etapa A vai contar com 418 voluntários e tem o objetivo de avaliar a segurança e a quantidade ideal de dose a ser aplicada. A vacina será aplicada com duas doses, com um intervalo de 28 dias entre cada uma. Ao todo, os testes vão envolver 6 mil pessoas e, de acordo com o Butantan, devem durar 17 semanas. Mais informações.

Vacinas congeladas são liberadas para uso

Depois de terem sido congeladas, 40 mil doses da vacina contra Covid fabricada pela Janssen são liberadas para uso no Distrito Federal. A autorização veio depois de uma recomendação do Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde, que considerou que o imunizante não perdeu a estabilidade e era próprio para uso. Mais informações.

Mais doses da Pfizer e da CoronaVac chegam ao Brasil

Um lote de 600 mil doses da vacina da Pfizer foram entregues ao Brasil esta semana, segundo o Ministério da Saúde. Em julho, o país deve receber 15 milhões de doses da farmacêutica alemã. Esta semana, o Brasil recebeu também uma remessa de 2,7 milhões de doses da vacina CoronaVac. Esse carregamento faz parte de uma compra de 4 milhões de doses feita pelo governo do estado de São Paulo. Acesse mais informações.

Vacina 100% brasileira pode estar mais perto

O Instituto Butantan vai solicitar o uso emergencial antecipado da vacina Butanvac à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Caso receba a autorização, o Butantan reduziria o tempo de testes do imunizante, que será o primeiro com produção 100% brasileira. A solicitação é que o produto seja liberado após a análise da resposta imune dos participantes dos testes. Outras vacinas têm sido autorizadas com base na medição também do número de infectados após a aplicação do produto em teste. Sobre.

Planos de saúde crescem no Brasil

Segundo a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) mais de 48 milhões de brasileiros têm plano de saúde particular e 27 milhões contam com planos odontológicos. Esses números são relativos a maio deste ano e representam um crescimento de 2,77% de aumento em relação ao mesmo período de 2020. O total é também o maior registrado pela ANS desde julho de 2016. Mais informações.

Pela primeira vez, planos de saúde vão custar menos

Falando em planos de saúde, uma boa notícia. Os seguros individuais e familiares terão reajuste negativo de -8,19%, este ano. A mudança foi aprovada pela diretoria da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). Isso quer dizer que as mensalidades vão custar um pouco menos para os usuários. Esta é a primeira vez que os valores dos planos são reajustados para baixo nos últimos 20 anos. O menor reajuste até agora havia sido no ano 2000, quando o preço foi ajustado para cima, em 5,42%. Mais detalhes.

Coronavac tem 86% de eficácia contra casos graves

Com números coletados no Chile, um estudo publicado na revista científica “New England Journal of Medicine” mostrou que a vacina CoronaVac teve efetividade de 86% na prevenção de mortes provocadas pela Covid. A pesquisa analisou resultados da vacinação entre fevereiro e maio, quando 10 milhões de chilenos foram imunizados. Mais informações.

Teste mostra quem está imune à Covid

Pessoas que já tiveram Covid podem ter algum grau de imunidade contra a doença. Para saber quem tem proteção contra o vírus, o laboratório de biotecnologia DNA Consult lançou um teste para identificar anticorpos neutralizantes da Covid. A análise poderá ser feita pela amostra de sangue coletada tanto no laboratório, como pelo próprio paciente em casa. O exame não serve para detectar quem está infectado com o novo coronavírus. É um teste específico para saber se a pessoa tem a resposta imunológica natural de quem já teve contato com o vírus anteriormente. Mais informações.

Mais casos de Covid são registrados em estados com baixa taxa de vacinação

O número de pessoas infectadas pelo coronavírus voltou a subir nos Estados Unidos, com a circulação da variante Delta. Por lá, o registro de casos é três vezes maior nos estados em que a vacinação está mais lenta do que a média nacional. O país atualmente tem detectado 2,2 novas infecções para cada 100 mil habitantes. Nas localidades onde a população não está se vacinando do ritmo desejado, esse número subiu para 6 a cada 100 mil. Os números são da Universidade John Hopkins. Saiba mais.

Ambiente simulado torna exame mais confortável para pacientes no Amazonas

Quem for fazer exames de ressonância magnética ou tomografia computadorizada no Hospital Delphina Rinaldi Abdel Aziz  vai ter uma experiência bem diferente. O centro médico de Manaus (AM) desenvolveu um ambiente simulado para proporcionar mais acolhimento ao paciente. Foi instalado um painel back light no teto e um tratamento arquitetônico para simular uma fachada de vidro com vista de copas de árvores típicas da Região Norte. As salas de exames contam também com iluminações especiais no forro de acordo com técnicas de cromoterapia. Acesse mais informações.

Moderna testa nova vacina contra a gripe

Utilizando a técnica de RNA mensageiro (mRNA) que possibilitou o desenvolvimento da vacina contra a Covid, a fabricante Moderna criou uma melhoria para o imunizante contra a gripe. A novidade está passando por testes clínicos de fase 1, com 180 voluntários. A empresa espera aumentar a eficácia das vacinas contra a gripe que, em geral, é de 40% a 60%. A Moderna também está desenvolvendo vacinas para HIV, vírus sincicial respiratório, entre outras. Mais detalhes.

Uma vacina contra o câncer pode estar a caminho

E já que o assunto é vacina, já pensou em uma contra o câncer? A BioNTech está desenvolvendo um imunizante para prevenir o melanoma, um tipo de câncer de pele. Os estudos clínicos estão na fase 2 e o primeiro voluntário já recebeu uma dose. O ensaio foi revisado e aprovado pelas autoridades regulatórias de alguns países da União Europeia, além do Reino Unido, Estados Unidos e Austrália. A empresa de biotecnologia alemã é a mesma que produz a vacina contra a Covid em parceria com a Pfizer. Mais detalhes.

Indonésia enfrenta falta de oxigênio

Um dos países mais atingidos pela pandemia de Covid no sudeste da Ásia, a Indonésia enfrenta agora a falta de oxigênio medicinal. Os hospitais afirmam que o estoque está no fim e que 63 pacientes já morreram por conta da escassez do insumo. O governo da Indonésia pediu que os fabricantes priorizem o oxigênio medicinal para tentar solucionar o problema. As infecções voltaram a subir por conta do relaxamento das restrições e da disseminação da variante Delta. Até o momento, a Indonésia contabiliza 2,3 milhões de casos positivos e mais de 60 mil mortes. Sobre.

Dispositivo trata dor crônica com pulsos magnéticos

A startup Neuralace Medical desenvolveu um dispositivo não invasivo para tratar dores crônicas e a novidade acaba de receber a aprovação do FDA, o órgão regulador dos Estados Unidos. O equipamento age estimulando, por pulsos magnéticos, as fibras nervosas que foram danificadas em uma lesão traumática, como por exemplo, em acidentes de carro. Cada sessão do tratamento dura cerca de 15 minutos e elas podem ser semanais ou mensais, dependendo do caso. A healthtech pesquisou a solução por 10 anos antes de buscar a autorização para lançá-la no mercado. Mais detalhes.

Investimentos

Healthtechs batem recorde de investimentos

Os investimentos em empresas especializadas em tecnologia para a saúde bateu novo recorde e, no primeiro semestre de 2021, chegaram a um total de US$ 14,7 bilhões. No ano passado, os aportes conquistados pelas healthtech haviam ficado em US$ 14,6 bilhões, um recorde para a época, especialmente considerando que, em 2019, esse valor tinha sido bem menor, US$ 7,7 bilhões. Os números são da Rock Health. Leia mais.

Mercado de Big Data para saúde registra crescimento

Um estudo da Allied Market Research indica que o mercado global de big data para saúde, avaliado em US$ 16,87 bilhões em 2017, pode chegar a US$ 67,82 bilhões até 2025. Esse crescimento mostra o quanto o setor de saúde será impactado por dados e sistemas de inteligência artificial para garantir a eficiência e a qualidade na assistência de todos os pacientes. Mais informações.

Tecnologia e Inovação

Hospital cria ferramenta para acompanhamento remoto de pacientes em cirurgias

Para que familiares acompanhem a evolução dos pacientes sem gerar aglomeração e deslocamento desnecessário, o Hospital Márcio Cunha, em Ipatinga (MG), criou uma plataforma que disponibiliza informações atualizadas sobre os procedimentos em andamento no bloco cirúrgico. Para dar acesso às informações, o paciente autoriza o compartilhamento de dados antes do internamento. Os familiares recebem então um link ou QR code para consultarem as notícias. Mais informações.

IA será usada para analisar pressão arterial

A Inteligência Artificial (IA) vai ajudar na interpretação de dados de pressão arterial em um programa desenvolvido pela Universidade de Kyoto e a OMRON Healthcare, empresa de tecnologia para saúde, ambas do Japão. O sistema irá analisar a flutuação na pressão sanguínea dos pacientes e cruzar esses números com informações sobre o estilo de vida da pessoa e resultados de registros eletrocardiográficos domésticos. Mais detalhes.

Tendências e Novos Modelos de Negócios

Bayer lança plataforma de conteúdo para profissionais de saúde

Universo Médico é o nome da plataforma de conteúdo sob demanda lançada recentemente pela farmacêutica Bayer. O serviço de streaming é voltado para profissionais de saúde e conta com informações de diversas áreas como artigos científicos, congressos e entrevistas com especialistas. A plataforma terá também conteúdo pensado para ajudar o dia a dia desses profissionais, com guias sobre educação financeira, dupla jornada, saúde mental, entre outros. Mais informações.

Notícias Científicas

Eletrocardiograma detecta Covid? Com ajuda de IA, sim!

E para terminar a semana com uma notícia incrível, vamos falar de mais uma aplicação bem interessante da Inteligência Artificial (IA) na saúde. Você sabia que a infecção pelo novo coronavírus gera alterações elétricas sutis no coração? O centro de medicina e pesquisa Mayo Clinic publicou um estudo que mostra como um sistema dotado de IA pode identificar essas pequenas mudanças e determinar com precisão se o paciente está ou não infectado com a Covid. O equipamento de eletrocardiograma habilitado com IA analisou mais de 26 mil imagens e conseguiu acertar o diagnóstico em 99,2% das vezes. Saiba mais.

Compartilhem sua opinião.

Um excelente final de semana e até a próxima!

Me acompanhe no LinkedIn para não perder nenhuma notícia da área de saúde.

Deixe seu comentário: